quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Angu Stereo Club (2014)

Banda formada por Deco Lima, do bar Pastel de Angu, e amigos investe mais em releituras e menos em canções autorais no trabalho atual.

Deco Lima tornou-se conhecido em Belo Horizonte como o homem à frente do Pastel de Angu, bar da cena cult que teve quatro “encarnações” pela cidade desde 1992, sendo a última na Serra, entre 2010 e 2012. Paralelamente, ele nunca deixou de lado sua atuação como músico: encontros informais com outros instrumentistas sempre foram feitos em suas casas e, a partir disso, consolidou estilo próprio, baseado em jazz, rock e MPB.

Se levados em conta os outros trabalhos que lançou em fita cassete e CD, este é o terceiro, disponível também em vinil (300 cópias). Essa é a primeira vez que o artista optou por não gravar álbum totalmente autoral. Das nove faixas, assina 'Sangue', 'Essa garota', 'Bela princesa' e 'Balada para Tom Waits'. Completam o repertório releituras de Ataulfo Alves ('Laranja madura'), Kraftwerk ('The model'), Nelson Cavaquinho ('Juízo final', com Élcio Soares), Itamar Assumpção ('Fico louco') e Sérgio Sampaio ('Que loucura').

Apesar de Lima ser o “dono” do disco, o trabalho é assinado por Angu Stereo Club, nome que deu ao projeto surgido nas jams em seu extinto bar. “Fazíamos isso sempre às quintas, como se fosse uma pelada. O bar sempre esteve ligado a uma atmosfera mais cool, de jazz, rock e samba. Algo bem despretensioso”, lembra. Para os arranjos de músicas de terceiros, explica o artista, ele usou pitadas de suas influências, que vão do punk a Ray Conniff, passando por jazz, rockabilly e “malditos”, como Jards Macalé.

No palco, Deco (voz e guitarra) contará com a mesma formação que teve em estúdio: Leonardo Brasilino (trombone), Renato Carvalho (saxofone), Bruno Pimenta (flauta), Daniel Saavedra (baixo), Analu Braga (percussão) e Bráulio Mangualde (bateria). Estão previstas para hoje as participações especiais de Sylvia Klein (voz) e Anderson Guerra (guitarra).

Uma das particularidades do novo disco é a forma de gravação, feita praticamente ao vivo e por meio de processos analógicos no recém-inaugurado estúdio Bunker (especializado nesse tipo de sonoridade), em Nova Lima. Foram empregados equipamentos como gravadores de rolo, microfones clássicos e amplificadores valvulados, entre outros. Certos trechos foram gravados e reproduzidos em sala com acústica especial apenas para ganhar novo efeito na segunda gravação.

“Hoje, tudo é muito editado com computador e os músicos acabam ficando menos tempo em estúdio. O som fica certinho, linear, repetitivo, maquiado à perfeição. No modo analógico, a coisa fica mais orgânica, mais quente, com os músicos correndo risco com a música. Só tivemos um pouquinho de edição nos vocais. De resto, foi tudo num take só”, justifica Deco.
Eduardo Tristão Girão - EM Cultura

Preço – R$25,00

Faixas:
01 – Laranja Madura – Ataulfo Alves
02 – Sangue – Deco Lima
03 – Que Loucura – Sérgio Sampaio
04 – Essa Garota – Deco Lima
05 – The Model - Kraftwerk
06 – Juizo Final – Élcio Soares e Nelson Cavaquinho
07 – Bela Princesa – Deco Lima
08 – Fico Louco – Itamar Assumpção
09 – Balada para Tom Waits – Deco Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário