terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

André Salomão - Lançado Ao Mar (Ao Vivo)/DVD - 2008

LANÇADO AO MAR – AO VIVO é a primeira produção audiovisual do compositor e intérprete ANDRÉ SALOMÃO. O título remete às mensagens lançadas dentro de garrafas para que alcançassem outras pessoas, ligadas pelo mesmo oceano. Canções e mensagens, música e oceano.
O DVD foi gravado em setembro de 2008 no Teatro Experimental de Uberaba (TEU), durante um espetáculo realizado pelo SESC-MG. É composto por 17 canções autorais inéditas, executadas na formação de violão, voz, baixo e bateria.

O clima aconchegante e intimista do pequeno teatro, aliado ao cenário artesanal, compõem um ambiente de cumplicidade e intimidade entre artistas e público. Palco perfeito para as letras que falam de amores, reflexões e sonhos.

Musicalmente, a obra passeia por vários ritmos do mundo e traz melodias embalantes e assoviáveis.
Preço – R$25,00
Faixas:
01 - Lusco-Fusco
02 - Prazeres Risonhos
03 - Nossos Desejos
04 - Natural
05 - Broto
06 - Pé de Tudo
07 - Mãe Guia
08 - Mana Minha
09 - Acalanto nº 7
10 - A Flor de Um Lar
11 - Rica Vida Simples
12 - Deserto do Ser
13 - A Busca
14 - Marcado
15 - O Nó da Minha Vó
16 - Magia
17 - Disritmado

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Kátya Teixeira e Luiz Salgado – 2 Mares (2013)

Tem um rastro luminoso marcado na estrada. Tem um gesto gravado entre o centro da cidade de São Paulo e o interior do cerrado mineiro. Isto aconteceu porque duas aves cantadeiras resolveram se encontrar. E são daqueles encontros que depois de acontecidos nos dão a impressão de que sempre existiram. Os dois são meus parceiros de composição, e por isso, descrevo o gesto entre estes dois pássaros de asas inteiramente abertas. Um rastro deixado em forma de canção.

Eles traçam outra linha entre a nossa Terra de Santa Cruz e a Península Ibérica através da lembrança dos encontros musicais impregnados em nossa alma.
Esse sentimento de pura arte resultou em novas canções que celebram apenas a beleza. Elas trazem as expressões mais profundas do ser humano.

Pairam acima das guerras. Insistem em falar de bonitezas. Seguem adiante com os cortejos que atravessam as dores e transformam tudo em cânticos amorosos.
O CD 2 mares será naturalmente delicioso e emocionante. Kátya Teixeira e Luiz Salgado juntos: cantando, tocando e compondo!

Ouviremos cantorias como As Sete Mulheres do Minho (tema tradicional português musicado por Zeca Afonso) e Meu São Gonçalo (composição dos dois artistas) como se estivéssemos num barco que um dia foi caravela e amanhã será flor em forma de dança e música.

Enquanto isso as ondas destes dois mares vão escrevendo sobre nossos eternos desejos de encontros.
Encontros marcados à luz e poesia.
por Consuelo de Paula (cantora e compositora)

Preço – R$25,00

Faixas:
01 - Asas do Mar (Texto de Consuelo de Paula)
Dois Mares - Consuelo de Paula, Luiz Salgado e Katya Teixeira
02 - Nossa Senhora da Guia - Cacuriá Dona Teté
03 - Tema Incidental Duas Ventarolas - (Tema Tradic. umbanda - DP)
04 - Meu São Gonçalinho - Luiz Salgado e Kátya Teixeira
05 - São Gonçalo do Brasil - O Santo Que Mudou de Vida - Paulo Nunes e Kátya Teixeira
06 - Tema Incidental Eu Subi Lá No Alto do Tempo - (Tema Tradicional Índios Xocó/SE)
07 - Vinde Meninas (Tema religioso tradicional Canto de Coroação de Maria - DP) - Cantadeiras do Souza - Jequitibá - MG
08 - Alegria da Criação (trecho) - José Afonso
Tema Incidental Canto do Iaraí - Tema tradicional português - Catarina Chitas
09 - As Sete Mulheres do Minho (Tema tradicional português musicado por José Afonso)
10 - Tia Luzia, Tio José - Pinduca e João/A Dança do Carimbó - Pinduca e Rui Guilherme
11 - Mineira (Chula baiana - Dona Ivonete - DP BA) Adapt. Kátya Teixeira - Tema incidental Grupo de Seu Nino Preto
12 - pena de Colibri - Luiz Salgado
13 - Tema Incidental - Sete Mulheres
14 - Deusa da Lua - (Reisado Alagoano - Mestra Virgínia - DP AL)
15 - Folia de Reis (Folia de Reis - DP MG) - Adapt. Luiz Salgado/Tema Incidental Novena com Pai Nosso Cantado - Folia de Reis da Colônia Agrícola - Patos de Minas/MG
16 - Grândola, Vila Morena - José Afonso/Tava Durumindo (Jongo - DP região sudeste)    

Lysia Condé (2014)

Radicada em Natal desde 2007, a cantora mineira Lysia Condé apresenta em seu disco de estreia, que traz seu nome no título, influências de sua vivência musical ligada muito fortemente a artistas mineiros e de sua vivência no ambiente interiorano de Minas Gerais, reconhecidas tanto na escolha do repertório, quanto na interpretação das onze faixas que integram o álbum. Tal repertório, escolhido a partir de composições de artistas menos conhecidos do grande público, inclui três músicas de compositores potiguares, resultado da colaboração de artistas da cena musical onde a cantora atua.

Composições, em sua maioria, que têm o “amor” como tema e conferem uma atmosfera romântica ao trabalho, perceptível também nas fotos e cenário escolhidos para o ensaio que ilustra a capa e o encarte. “Contrato de Separação’, de autoria de Dominguinhos e Anastácia, talvez seja a mais contundente dentre todas, para a qual foi criado arranjo que ressalta a dramaticidade do texto. A intérprete trouxe para o disco duas composições do final do século XIX, “Flor Amorosa” e “Corta-Jaca’, sendo que a última ligada às memórias afetivas da artista, já que figurava como uma das músicas prediletas cantadas pela avó materna. Da mesma forma “A Lua Girou” remete à memória das paisagens e sonoridades vivenciadas no lugar de origem.  Ressalta-se também, a participação do compositor Miltinho (MPB4), cantando com Lysia “Enigma”, de autoria dele e Magro.

Produzido e arranjado pelo músico potiguar Sérgio Farias e com participação de músicos de Natal, o disco apresenta sonoridade delicada, tendo os arranjos sido concebidos de forma a valorizar a poesia e expressividade das canções e o timbre doce e suave da cantora. A formação instrumental do disco, gravado de forma acústica e quase todo ao vivo, se assemelha ao formato de música de câmara, com dois violões, baixo acústico e percussão, além de participações de flauta, acordeom, bandolim e bateria.

Preço – R$25,00

Faixas
01 - A Lua Girou (Tradição Oral Brasileira)
02 - A Vida do Rio (Simone Guimarães e Virgínia Amaral)
03 - Corta-Jaca (Chiquinha Gonzaga e Machado Careca)
04 - Enigma (Miltinho e Magro)
05 - Ana Bandolim (Tico da Costa)
06 - Flor Amorosa (Catullo da Paixão Cearense e Joaquim A. Callado)
07 - Contrato de Separação (Dominguinhos e Anastácia)
08 - Primeiro Olhar (Sérgio Farias e Cristina Saraiva)
09 - Duerme Negrito (Tradição Oral Venezuelana / Colombiana)
10 - É Brincadeira (Carlos Newton Júnior e João Salinas)
11 - Mais de Um (Eduardo Gudin e Cacaso)

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Tavito – Mineiro (2014)

O novo CD de Tavito, o “Mineiro” é o segundo do artista após seu retorno aos palcos, em 2008. Ele responde a anseios fundamentais de alguém que nasceu na gema de Belo Horizonte, filho de colecionador de discos clássicos, neto de fazendeiro fronteiriço do sul do estado – onde pôde beber, na infância, da manha sertaneja autêntica e da matutice radiofônica tão comum às  cidadezinhas mineiras, enquanto recebia o bombardeio da música latina, da bossa nova e do nascente rock’n roll, o mesmo que evoluiria e desaguaria na genial obra Beatle. Em seus festins adolescentes, Tavito ficava de ouvidos à espreita todo o tempo, enquanto namorava sem parar (como todo bom mineiro) ao som de Ray Coniff, Henry Mancini, Trio Los Panchos, Chubby Checker, Elvis, Wanda Sá, Little Richards, Trini Lopez, João Gilberto, Percy Faith, Angela Maria, Carlos Gardel, Frank Sinatra, Miguel Aceves Mejía, Tommy Sands, Cauby, Neil Sedaka e muitos e diferentes mais, numa salada musical riquíssima, que moldaria sua personalidade criativa no futuro.

Tavito é conhecido por sua obra pop-rock, estilo que abraçou no início de sua carreira de cantopositor, nos anos 70. Neste CD, no entanto, ele se descreve dentro de seu ambiente natal, com todas as impressões de um tempo em que o estilo era apenas um adereço dispensável. A canção SENSUAL, uma parceria com Aldir Blanc, é um tango; O ÚLTIMO BOLERO, composta a quatro mãos com Renato Teixeira, é, obviamente, um bolero; e ADRENALINA PURA, com Juca Novaes, é um samba. Há também um lamento sertanejo pungente composto com o paulistano Léo Nogueira, PONTO FACULTATIVO. Todas as canções, porém, levam a chancela inconfundível do artista, um jeito todo seu, personalíssimo, de nos repassar seus emocionados recados musicais.

Outro ponto importante neste CD é a inclusão de três canções em parceria com Zé Rodrix (amigo de vida com quem compôs a clássica CASA NO CAMPO em 1971). Uma delas, AMOR E FOGUETES, foi criada dias antes do falecimento do parceiro inseparável. A frase final dá um nó na garganta: “foguetes são luzes, o amor é a asa / levando quem sonha de volta pra casa.”

Tavito quis também homenagear as novas cantoras – que chegam diuturnamente às rádios e palcos, aos borbotões – e para isso, compôs com seu velho parceiro Alexandre Lemos a bela PARECE QUASE NADA, balada que ensina os novos a se assumirem como artistas, através da voz e do coração. Com Luhli, fez NA BEIRA DA CANÇÃO, uma crônica alusiva ao galope inexorável do tempo. E em homenagem à lendária banda “Som Imaginário”, que ajudou a fundar, gravou um antigo hit do guitarrista Fredera, já recorrente em seus shows pelo Brasil: o hino hippie SÁBADO. Juntou a estas mais dois típicos rocks tavitais por excelência: com Gilvandro Filho, um repto de alegria e otimismo, tão benvindo nesses tempos de quase-apocalipse, TUDO E NADA; e a inteiramente sua MINHA CINDERELA, uma instigante alegoria que versa sobre as mulheres misteriosas de hoje em dia, aquelas que nunca se rendem ao compromisso.

Há três participações artísticas importantes no CD: a da cantora Renata Pizi, uma paulistana energética que representa uma nova geração de cantoras brasileiras (em ADRENALINA PURA); da notável cantora Adriana Dre, uma artista completa, de carreira internacional, que ora se dedica à gravação de seu novo CD (em NA BEIRA DA CANÇÃO);  e do grupo Rossa Nova, 3 cantores /compositores / instrumentistas de fina cepa que focam em seu trabalho o rock rural rodrixiano (em TUDO E NADA).

O que se sobressai no novo trabalho de Tavito, no entanto, é o ambiente mineiro por excelência, este que estava guardado na alma do artista desde que saiu de Belo Horizonte, em 1968. A gente pode ouvi-lo como quem ouviu Célio Balona e seu Conjunto nas juninas do Estadual, encolhido na japona azul-marinho e soprando ao léu a fumaça do frio. Ou ainda como quem saboreou um sorvete de creme holandês na sorveteria de Seu Domingos, em frente ao Sagrado Coração, de olho nas moças entrando para suas aulas matinais – e sentindo no ar o restinho do perfume das Damas-da-Noite, marca registrada das madrugadas seresteiras de uma adolescente Belo Horizonte.

Preço – R$25,00

Faixas:
01 -Tudo e Nada - Tavito e Gilvandro Filho
02 - Parece Quase Nada - Tavito e Alexandre Lemos
03 - Esquematizando Esquemas - Tavito e Zé Rodrix
04 - Está Na Pele - Tavito e Ricardo Magno
05 - Sábado - Fredera
06 - Amor e Foguetes - Tavito e Zé Rodrix
07 - Minha  Cinderela - Tavito
08 - Coisas Pequenas - Tavito e Zé Rodrix
09 - Na Beira da Canção - Tavito e Luhli
10 - Adrenalina Pura - Tavito e Juca Novaes
11 - O Último Bolero - Tavito e Renato Teixeira
12 - Sensual (Palácio Fácil) - Tavito e Aldir Blanc
13 - Meu Lugar - Tavito
14 - Ponto Facultativo - Tavito e Léo Nogueira

Quina - Quina (2013)

QUINA lançou seu primeiro disco em 2013. É um trabalho autoral que privilegia sobre tudo a canção, com todas as letras em português, mas também flerta com a música instrumental. O trabalho vem sendo desenvolvido desde 2008 e viabilizou a gravação de um disco, primeiro do grupo, com 11 faixas autorais.

Idealizado pelos músicos Thiago Nani e Luiz Mello a formação atual conta com D’Artagnan Oliveira na bateria. Para gravação do disco o trabalho contou com uma retaguarda poderosa de músicos como Mateus Bahiense na bateria e Lucas Viotti no acordeom, cada qual deixando sua marca. Traz ainda Arildo Nani na percussão, Moisés Nazaré no trompete, Fabrício Hernane no trombone e Jacques Anderson no saxofone.

Amarrados e conduzidos pelo sotaque mineiro as canções revelam a versatilidade do grupo e o refinamento de instrumentação e arranjos. Trazem de maneira muito própria, elementos variados da música brasileira (samba, baião, maracatu, fox, afoxé) e também do rock, blues e jazz. Música mineira passaporte para o mundo.

Preço – R$20,00

Faixas:
01 - Entrega - Luiz Mello e Guilherme Frederico
02 - Tempo Ciranda - Thiago Nani, Luiz Mello e Guilherme Frederico
03 - Samba Pra Ela - Thiago Nani
04 - Essas Coisas - Thiago Nani e Lucas Viotti
05 - Carnaval - Luiz Mello e Edilberto Pires
06 - Tudo Errado - Luiz Mello e Edilberto Pires
07 - Pra Longe Daqui - Thiago Nani
08 - Folia - Thiago Nani
09 - Basta Poder Chegar - Luiz Mello e Guilherme Frederico
10 - Luzir - Thiago Nani e Luiz Mello
11 - Vento No Cabelo - Luiz Mello    

Maria do Rosário

Samba de Maria

Preço – R$15,00

Faixas:
01 - Batuque do Samba - Maria do Rosário
02 - Amor de Verão - Maria do Rosário
03 - Acabou - Maria do Rosário
04 - Vem Amor - Maria do Rosário
05 - Nos Mares da Ilusão - Maria do Rosário
06 - Maior Que O Céu e O Mar - Maria do Rosário
07 - Pode Ir - Maria do Rosário
08 - Caminhada - Maria do Rosário
09 - Amargura - Maria do Rosário e José Ronaldo Perdigão
10 - Não Sou Amélia - Maria do Rosário
11 - Segundo Lugar - Maria do Rosário
12 - Sereia - Maria do Rosário
13 - Coração - Maria do Rosário



O Samba em minha vida

Preço - R$15,00

Faixas:
01 - Não Adianta Falar
02 - Saudade de Você
03 - LIvre
04 - Despedida
05 - Sem Perdão
06 - Se Acaso
07 - Só Você Não Quer Cantar
08 - Esse Homem
09 - Sem Aviso
10 - O Samba Em Minha Vida
11 - Agora é Tarde
12 - Na Roda de Samba

Composições de Maria do Rosário


Maria Queiroz - Poesia Em Dó-Ré-Mi

Preço - R$15,00

Faixas:
01 - Os Peixinhos
02 - Estudar é Bom Demais
03 - Não Sou Neném
04 - A Festa do Rei Leão
05 - Estrelinha
06 - Cigarra e Formiga
07 - Meu Livrinho
08 - Aprendendo a Contar
09 - Minha Pipa
10 - É preciso Cuidar do Nosso Planeta
11 - Galo e Raposa
12 - Meu Anjinho
Composições de Maria Queiroz

Nasci em Mariana(MG) e vim para Belo Horizonte ainda criança, onde comecei a estudar música aos dez anos de idade, incentivada pelo pai, aprendi a tocar acordeom e em seguida violão, o que me possibilitou desenvolver meu lado de compositora.

Aos quinze anos compus minha primeira canção, que era um rock, bem ao estilo da época, mas logo depois descobri outros estilos musicais e surgiu a tendência para o samba.
Além da música, também escrevo contos e poesias desde cedo, e por esse motivo acabei cursando Letras Português/Inglês, na PUC, motivada pelo desejo de saber escrever corretamente e tornar-me a própria revisora dos meus textos.

Na minha trajetória poética/musical, inclui participações em vários festivais de Música Popular Brasileira e concursos de poesias.

Possuo um livro de poesias editado, que se chama À FLOR DA PELE, lançado no ano de 2000. E também participação em algumas coletâneas, tais como:
. Coletânea de poetas Inéditos – Funalfa-JF( 1982)
. A poética do Olhar – Salão da Poesia – Montes Claros - MG ( 2001)
. Antologia de Poesias, Contos e Crônicas – Livraria Asabeça – SP ( 2006)

Em 2007, lancei o meu primeiro cd infantil: Poesia em Dó Re Mi, com composições autorais e contei com a participação da cantora Marina Lobão e do cantor e compositor Leri Faria.

Em 2010, fiz o lançamento do CD O SAMBA EM MINHA VIDA, um trabalho também autoral, que teve a participação de Diza Franco e do grupo Magnatas do Samba. O evento aconteceu no restaurante Cozinha de Minas, em junho de 2010.

Além de cantora e compositora, sou Artista Plástica e Arteterapeuta. Fiz algumas exposições de telas abstratas e trabalhei na ONG – Espaço especial, durante sete anos, como voluntária, desenvolvendo atividades de pintura, música, artesanato, com pessoas portadoras de paralisia cerebral.

No ano passado, no mês de agosto, fiz o lançamento do meu segundo cdde sambas, intitulado SAMBA DE MARIA e que tem a participação de cantores mineiros, como: Diza Franco, Ângela Franco, Lígia Jacques e Waldemar Euzébio. A produção musical e executiva foi feita pelo grande músico Geraldo Alvarenga. Todas as composições são próprias.


Tianastácia – Love Love (2013)

Para comemorar 18 anos de estrada, o Tianastácia presenteia seus fãs com um disco repleto de inéditas. Gravado no estúdio Nas Nuvens, no Rio de Janeiro, o novo álbum da banda mineira, Love Love, conta com direção musical e arranjos de Liminha, que também participa de algumas faixas na guitarra.

Esse novo trabalho marca uma fase mais madura, mas não menos humorada, dos integrantes da família Nastácia: Antônio Júlio Nastácia (guitarra), Beto Nastácia (baixo), Glauco Nastácia (bateria), Maurinho Nastácia (vocal e violão) e Podé Nastácia (vocal e violão).

O disco também tem outras participações marcantes, como a do DJ Negralha; a do grupo de percussão Meninas do Rio, formado por jovens de comunidades do Rio de Janeiro; a do rapper-repentista Rapadura Xique-Chico; e a do percussionista e mestre do pandeiro Marcos Suzano.

Preço – R$20,00

Faixas:
01 – Alô, Alô, Alô – A. Júlio, Beto, Maurinho, Liminha e Henrique Rodarte
02 – El Nobre Aventureiro – Podé, Beto, Maurinho e Glauco
03 – Posso Perder Minha Mulher Minha Mãe Desde Que Eu Tenha Meu Rock’n Roll – Rita Lee, Arnaldo Baptista e Liminha
04 – Love Love – Beto
05 – Tudo Fica Bem – A. Júlio
06 – O Último Beijo, A Última Noite, A Última Hora – Podé e Beto
07 – Você Me Deu Asas – A. Júlio
08 – Todo Amor Tem Seu Preço – A. Júlio e Arnaldo Coelho
09 – Beijo Sua Boca – Podé, Beto e A. Júlio
10 – Quando Ela Passa A Mulherada Fica Até Sem Graça – Podé, Beto, Bianca e A. Júlio