quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Rubinho do Vale – Inventa (2014)

Rubinho do Vale é mais uma vez seduzido pela magia do universo infantil: o cantor e compositor mineiro lança, o livro-CD “Inventa”, seu oitavo trabalho dedicado ao nicho com o qual começou a dialogar há cerca de 20 anos, paralelamente à carreira direcionada ao público adulto.
Em “Inventa”, produção independente, o artista quis fazer jus ao título. “Há algum tempo vinha trabalhando com a ideia de fazer um disco com o formato de revista, que pudesse ter ilustrações mais alegres. Chamo de CD-livro”, observa.

Rubinho convidou dois “antigos” parceiros para a realização do projeto gráfico – os cartunistas João Batista Melado e Wagner Matias Andrade, que já tinham trabalhado com ele em seu primeiro trabalho (ainda LP) “Tropeiro de Cantigas”, de 1982.
Ritmos brasileiros

O novo CD contempla alguns ritmos bem brasileiros: frevos, marchas, adaptação de canções folclóricas. Entre as canções, uma em particular chama atenção: “O Gari”, homenagem aos anônimos trabalhadores da limpeza urbana da cidade, que traz a participação, nos vocais, do menino Petros de Barros, filho de um amigo, que voluntariamente se vestiu de gari em sua festa de aniversário.

Rubinho lembra que criar para criança demanda, acima de tudo, respeito. “É um público muito esperto, sincero e sensível. No final dos anos 1980 já tinha o desejo de fazer música para criança, mas com o devido cuidado, inclusive com uma linguagem coloquial, abordando temas sobre a natureza, o respeito ao próximo, à cidade. Mas sempre tive o cuidado de passar isso de forma lúdica”, explica, descartando qualquer pretensão didática.

Apesar de preferir trocar a “ansiedade” pelo “amadurecimento” das ideias em seus trabalhos, o cantor, que, como o sobrenome artístico indica, nasceu no Vale do Jequitinhonha (mais precisamente, em Rubim), tem uma produção profícua destinada ao mundo infantil.

Depois do primeiro trabalho dedicado a este universo, “Sou Criança”, do início da década de 1990, vieram parcerias com a violinista Cláudia Duarte – casos de “Verde Maravilha”, “Trem da História” e “Natureza em Canto” – e outros como “Enrola-Bola”, “Passarim – o Palhaço Cantor”, “Verde Maravilha” ou “Arraiá do Rubinho”. E, ainda, o audiolivro “Ser Criança”, de canções, letras e partituras.
por Pedro Artur - Hoje em Dia

Preço – R$25,00

Faixas:
01 – Inventa – Rubinho do Vale
02 – O Poema é a Fruta – Francisco Marques (Chico dos Bonecos)
03 – O Carteiro Poeta – Rubinho do Val
04 – Arvoredo – José Carlos Aragão e Rubinho do Vale
05 – Brinquedos de Papel – Rubinho do Vale
06 – Parece Coisa de Outro Mundo – Adaptação: Rubinho do Vale e Francisco Marques (Chico dos Bonecos)
07 – Brincando Com Mané Pipoca – Adaptação: Rubinho do Vale
08 – Dinossauro – Naiara Jardim e Rubinho do Vale
09 – Sombra – Rubinho do Vale e Francisco Marques (Chico dos Bonecos)
10 – O Gari – Rubinho do Vale
11 – Tudobolô – Rubinho do Vale e Francisco Marques (Chico dos Bonecos)
12 – Meu Chapéu, Minha Viola e Minha Música – Adaptação: Rubinho do Vale
13 – Arco-Íris – Rubinho do Vale

Nenhum comentário:

Postar um comentário