quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Affonsinho - Trópico de Peixes (2013)

De volta à carreira independente, sob o argumento de que em tal condição ele consegue ter domínio maior sobre a própria obra, aos 50 anos, o ex-hanoi Affosinho ganhou apelido apropriado dos amigos músicos. “Mandei cinco músicas para as rádios de BH ('Lá em yesterday', 'Coziloviu', 'Astronauta e jasmim', 'A felicidade é senhora' e 'Aconteceu mas nem') e todas começaram a tocar, automaticamente”, diz o cantor, compositor e instrumentista, não por acaso apelidado de Affonsingle.

Com produção do filho Frederico Heliodoro, de 24 anos, Affonsinho foi brindado com a presença de uma “galera jovem” em estúdio, com a qual gravou o novo disco. “Tive de parar de ser pai”, argumenta o cantor, que diz ter recebido dos jovens músicos o que há de mais moderno nos arranjos jazzísticos do novo trabalho, por meio do qual recebeu três cantoras de convidadas. Além de Alexia Bomtempo ('Cozailoviu'), ele divide faixas com a paulista Verônica Ferriani ('Astronauta e jasmim') e a mineira Marina Machado ('Deixa'), com quem gravou anteriormente 'Vagalumes' e 'Disco voador'.

Para se ter ideia do ritmo de produção do Trópico de peixes, de Affonsinho, ele recorda que gravou 12 bases em apenas nove horas de trabalho, ao lado da banda. “É música viva mesmo, sem playback”, comemora, salientando ainda a presença do piano de cauda no trabalho, devidamente gravado no estúdio de Daniela Rennó. A maior parte dos registros foi feita no estúdio da banda Jota Quest. “Sem teclado, que simula o piano de verdade”, ressalta.

Feminino A parceria com o carioca Celso Fonseca é uma das maiores novidades do novo CD de Affonsinho, que conhece o cantor-guitarrista desde a época em que integrava o Hanoi Hanoi e Celso tocava na banda de Gilberto Gil. Numa reverência a Caetano Veloso, autor de 'Desde que o samba é samba' (“A tristeza é senhora/ Desde que o samba é samba/ É assim...”), os dois fizeram 'A felicidade é senhora'. Já com o filho Fred Heliodoro ele compôs 'Ela não é triste'.

Seguindo a tradição plantada por Ary Barroso e seguida por tantos outros, como Chico Buarque e Caetano Veloso, Affonsinho fez a sua primeira música no feminino: 'Astronauta e jasmim'. Gravado nos últimos tempos por Fernanda Takai, Sandra de Sá, Marina Machado, Aline Calixto e Mariana Nunes, o compositor sabe da importância das cantoras para a MPB. Afinal, há décadas elas praticamente dominam o mercado fonográfico, de olho na produção dos autores.
*por Ailton Magioli - EM Cultura

Preço – R$25,00

Faixas:
01 - A Felicidade é Sra. - Affonsinho e Celso Fonseca
02 - Cozaloviu - Affonsinho
03 - Astronauta e Jasmim - Affonsinho
04 - Lá em Yesterday - Affonsinho
05 - Flores Pra Ela - Affonsinho
06 - Deixa - Affonsinho
07 - Ela Não é Triste - Affonsinho e Frederico Heliodoro
08 - Delicada - Affonsinho
09 - Só Pra Dançar! - Affonsinho
10 - Aconteceu, Mas Nem... - Affonsinho
11 - Quando A Estrela Pulou - Affonsinho
12 - Nem Freud, Nem 007 - Affonsinho

2 comentários:

  1. gostaria de adquirir um cd. obrigado e abraço do ET de varginha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mande um e-mail que eu te atendo meu caro.
      contato@amusicaquevemdeminas.com.br

      Excluir